Notícias
BPN: acordo com SLN garante pagamento aos clientes
BPN
Redação  com RL em 31 de Março de 2010 às 20:24
Os investidores em papel comercial do grupo SLN cancelaram a manifestação agendada para sexta-feira na sequência da assinatura de um acordo entre a SLN Valor e o BPN, que garante aos clientes o pagamento das verbas investidas.

O pagamento do papel comercial da Marinapart - do universo Sociedade Lusa de Negócios (SLN), que detinha o BPN até à nacionalização em Novembro de 2008 - foi creditado na quarta-feira, de acordo com um comunicado enviado esta tarde pela da Associação Nacional de Defesa dos Direitos dos Clientes BPN.

A dívida relativa ao papel comercial da «SLN Valor será creditada até ao fim do dia de hoje, dia 31 de Março», acrescenta o comunicado, citado pela Lusa.

O comunicado refere, no entanto, que continua por solucionar o pagamento do papel comercial da CNE - Cimentos Nacionais e Estrangeiros, também do grupo SLN.

Em Janeiro, o Ministério das Finanças determinou o pagamento, até final de Março, das emissões de papel comercial da SLN Valor, da Marinapart e da CNE, vendidas aos balcões do BPN antes da nacionalização do banco.

«Continuamos preocupados e empenhados em que nada fique por resolver ou seja, o Papel Comercial da CNE (¿) para que possamos voltar, tranquilamente, às nossas vidas», segundo o comunicado.

«Quase 1.500 famílias e empresas (mais de metade dos lesados pelo banco), podem, hoje, respirar fundo ao reaver o seu dinheiro após um conturbadíssimo processo recheado de enganos, dúvidas e sofrimento», acrescenta a nota.

SLN Valor já começou a pagar aos investidores

A SLN Valor, maior acionista da SLN, que detinha o BPN até à nacionalização, já começou a pagar aos subscritores do papel comercial.

A SLN Valor «reuniu, finalmente, condições para comunicar que, hoje, dia 31 de Março de 2010, estão já a ser processados os pagamentos a todos os credores subscritores do papel comercial», emitido por várias sociedades relacionadas com o grupo Sociedade Lusa de Negócios (SLN) e comercializados aos balcões do Banco Português de Negócios (BPN), disse, em comunicado.
Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
pub
Outros títulos desta secção