Nacional
Redação Lux em 3 de Janeiro de 2018 às 14:00
Cucha Carvalheiro protagoniza Elizabeth Costello no Teatro Nacional São João
1/3 - Elizabeth Costello_Elenco completo ©João Tuna
2/3 - Elizabeth Costello_Cucha Carvalheiro e Bernardo Almeida ©João Tuna
3/3 - Elizabeth Costello_Cucha Carvalheiro e Luís Gaspar ©João Tuna

Cucha Carvalheiro) é Elizabeth Costello, uma escritora veterana que terá de determinar a sua dignidade em tribunal – discutindo as suas crenças e “ideias polémicas” como a essência de Deus, o silêncio dos animais, o Holocausto nazi, o vegetarianismo, o amor e o mal – para transpor a “grande porta”.

Esta é a premissa do espetáculo Elizabeth Costello que chega agora ao Teatro Nacional São João (TNSJ), no Porto, e tem como ponto de partida a obra homónima de John Maxwell Coetzee – Prémio Nobel da Literatura em 2003.

A peça pode ser vista entre 18 e 28 de janeiro e conta ainda no elenco com atores bem conhecidos do público português, como Rita Calçada Bastos, Sílvia Filipe, Luís Gaspar e Bernardo Almeida.

Depois de Cândido (Voltaire), Cosmos (Witold Gombrowicz) e Erva Vermelha (Boris Vian), Cristina Carvalhal volta a aventurar-se por uma obra que não foi escrita para teatro.

A encenadora de Elizabeth Costello mantém já uma relação com o TNSJ, tendo coencenado Exactamente Antunes (2011) com Nuno Carinhas, diretor artístico daquele espaço.

O espetáculo é uma coprodução Causas Comuns, Culturgest e TNSJ e está em cena na quarta-feira e sábado, às 19h00; na quinta e sexta-feira, às 21h00; e no domingo, às 16h00. É para maiores de 14 anos e tem legendagem em inglês, sendo que, no dia 28 de janeiro, está agendada uma sessão com tradução em Língua Gestual Portuguesa. O preço dos bilhetes varia entre 7,50 e 16 euros.

 

 

 

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
Mercado
pub
Outros títulos desta secção