Nacional
Plano Nacional de Leitura será estendido por mais dez anos
«Os Desastres de Sofia», livro da Condessa de Ségur, recomendado por Isabel Alçada, escritora e ex-ministra da Educação, coordenadora do Plano Nacional de Leitura
Redação Lux  com Lusa em 15 de Outubro de 2016 às 10:28

O Plano Nacional de Leitura (PNL), criado em 2006 para melhorar os níveis de literaria e leitura dos portugueses, terá continuidade até 2026, segundo a proposta de Orçamento do Estado (OE) para 2017, entregue hoje no Parlamento.

O Governo quer manter o PNL durante a próxima década, no âmbito do relançamento de uma "política pública na área do Livro e da Leitura".

O PNL funcionará "em articulação com a Educação, a Ciência, Tecnologia e Ensino Superior e um conjunto alargado de parceiros", embora a proposta de OE para 2017 não especifique quais.

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
Mercado
pub
Outros títulos desta secção