Internacional
Redação Lux em 4 de Abril de 2019 às 13:00
Sebastião Delerue: 'Quero fazer chegar ao mundo a música tradicional dos PALOP'
1/3 - Sebastião Delerue Foto: DR
2/3 - Sebastião Delerue Foto: DR
3/3 - Sebastião Delerue Foto: DR

Sebastião Delerue apresenta "Baile Lembra Tempo" no B.leza, com uma das lendas da música de Cabo Verde, Blyk Tchuchi, no dia 5 de abril.

Sebastião Delerue nasceu em Lisboa há 30 anos e é DJ há 13. Fundou e dirige a editora Mar&Sol. Tem em mãos um projecto ambicioso para divulgar artistas míticos dos PALOP, cuja importância cai no esquecimento.

O "Baile Lembra Tempo" é uma festa que celebra as músicas tradicionais dos PALOP nas décadas de 70 e 80. Foi nesta época que as músicas se tornaram populares e um marco para as culturas dos seus países. "Convidamos um conjunto ou um cantor desses tempos, com o seu arquivo musical (os grandes sucessos e temas mais obscuros), que é depois acompanhado por um DJ set da editora Mar&Sol, transportando-nos para os dias de hoje." 

Sebastião pretende com este projecto fazer chegar ao mundo a música tradicional de Cabo Verde, Angola, São Tomé, Guiné e Moçambique, gravando discos e reeditando alguns dos grandes clássicos que foram marcos nesta história. A Mar&Sol tem um papel fundamental nesse objetivo.

"Moro na Rua de São Bento, onde fica sediada a minha editora. Foi nesta zona de Lisboa que as primeiras editoras de música luso-africana começaram e, com a emigração, se desenvolveu grande parte desta comunidade africana em Portugal. Editoras, lojas, restaurantes e cafés desenvolveram-se aqui, trouxeram toda esta cultura até ao local. 

 

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
pub
Outros títulos desta secção