Internacional
Redação Lux em 6 de Julho de 2018 às 12:56
Mergulhador voluntário morreu depois de dar o seu oxigénio às crianças presas em gruta na Tailândia
1/2 - Operação de resgate às 12 crianças e treinador presos na gruta Tham Luang no norte da Tailândia Foto: DR
2/2 - Saman Guman Foto: DR

Um antigo membro da marinha tailandesa morreu, por falta de oxigénio, depois de ter entregado a sua reserva de ar às 12 crianças e ao seu treinador de futebol presos numa gruta inundada, há 13 dias, no norte da Tailândia.

Chamava-se Saman Kunan e tinha 38 anos. Ficou inconsciente no caminho de regresso e perdeu a vida. Mesmo estando já fora da Marinha, tinha-se voluntariado para ajudar nas operações de resgate das crianças.

"Depois de entregar uma reserva de oxigénio, ficou sem oxigénio para regressar" à superfície, anunciou o vice-governador da província de Chiang Rai, Passakorn Boonyaluck.

Saman Kunan está a ser homenageado como herói nacional.

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
Mercado
pub
Outros títulos desta secção