Internacional
Vídeo com declarações machistas custa nova polémica e apoios a Trump
Donald Trump - Gala Time 100 26.04.16 Foto: Reuters
Redação Lux  com Lusa em 8 de Outubro de 2016 às 11:55

O presidente da Câmara dos Representantes dos EUA, Paul Ryan, desistiu na sexta-feira de aparecer publicamente, pela primeira vez, ao lado do candidato do Partido Republicano à Casa Branca, "indignado" com declarações machistas de Donald Trump.

"Estou indignado com o que ouvi. (...) Espero que Trump trate esta situação com a seriedade que merece e trabalhe para demonstrar ao país que respeita as mulheres muito mais do que aquilo que sugere a gravação", disse Ryan, num comunicado.

"Entretanto, já não virá [Trump] à iniciativa de amanhã [hoje] em Wisconsin", acrescentou Ryan, referindo-se ao estado em que tenta ser reeleito congressista nas eleições norte-americanas de novembro.

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
Mercado
pub
Outros títulos desta secção