Internacional
Fergie confessa ressaca de metanfetaminas: 'Tinha alucinações todos os dias'
Fergie (1) - Gala amfAR em Los Angeles 14.10.17 Foto: Reuters
Redação Lux em 13 de Dezembro de 2017 às 18:00

Fergie revelou que sofreu de psicose e demência, consequência do consumo excessivo de metanfetaminas.

“Tinha alucinações todos os dias. Depois de deixar as drogas, passou um ano até que os químicos deixassem de ter efeito no meu cérebro e que parasse de ver coisas”, assumiu.

Após essa fase atribulada do seu passado, Fergie singrou no mundo da música, como vocalista dos The Black Eyed Peas e a solo, tendo lançado o seu mais recente álbum, “Double Dutchess”, em setembro deste ano. A cantora mostrou-se grata pelo sucesso que tem conquistado. “É incrível. Devo ter anjos da guarda”, acrescentou.

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
Mercado
pub
Outros títulos desta secção