Nacional
Cristiano Ronaldo aceita uma pena não efetiva de prisão de dois anos
Cristiano Ronaldo eleito melhor jogador da `Champions` em 2017/18 Foto: Reuters
Redação Lux em 14 de Dezembro de 2018 às 14:43

Cristiano Ronaldo vai declarar-se culpado de quatro delitos fiscais quando representava o Real Madrid e aceitar uma pena não efetiva de prisão de dois anos, avança o jornal espanhol 'As'.

Segundo o jornal, o português aceitou liquidar 13,4 milhões de euros, pagos em agosto, referentes aos impostos em falta e, no dia 14 de janeiro, terá de assumir perante um juiz, os delitos chegando a acordo com as finanças espanholas.

José Antonio Choclán, advogado de Cristiano Ronaldo (e também de Fábio Coentrão num processo idêntico), vai tentar que a pena de dois anos de prisão não efetiva  seja substituída por uma multa de 375 mil euros e disse ainda que vai tentar evitar a deslocação de Cristiano Ronaldo a Espanha.

 

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
Mercado
pub
Outros títulos desta secção