Internacional
Ana Rocio em 16 de Março de 2018 às 17:00
Kylie Minogue assume que teve um esgotamento após ter descoberto que o noivo a traía
1/3 - Kylie Minogue Foto: DR
2/3 - Kylie Minogue Foto: DR
3/3 - Kylie Minogue Foto: DR

Foi em entrevista à Sunday Times Magazine que Kylie Minogue, de 49 anos, confidenciou ter sofrido um esgotamento nervoso após terminar o seu noivado com Joshua Sasse.

Exatamente um ano depois do fim do namoro, por infidelidade por parte de Joshua, a cantora revela como sentiu o seu coração partido naquela que foi uma das fases mais difíceis que já viveu.

Ao longo de um ano de namoro, tudo o que se ouvia de Kylie face ao seu romance era de como estava “extremamente feliz”. Tudo parecia correr às mil maravilhas. Mas com a descoberta da traição e o consequente cancelamento do noivado, a cantora decidiu refugiar-se na Tailândia onde acabou por concluir que esta “não era a união certa”. “Percebi que tinha de me curar. Estava com um esgotamento nervoso”, disse a cantora, rematando ainda: “Nunca fui essa mulher, aquela que sonhava em caminhar até ao altar.”

Apesar da sua beleza e sucesso, a cantora nunca teve filhos e não esconde a tristeza que sente. “Claro que imaginei como seria ser mãe e olhar para os olhos do meu filho…mas o destino de cada um é o destino de cada um e não consigo imaginar se, como por um milagre, engravidasse agora… nesta altura da minha vida, pergunto-me: ‘Conseguiria gerir isso?’”, disse a compositora referindo-se à sua preenchida agenda devido à sua carreira artística e acrescentou ainda: “É mentira se disser que não sinto qualquer tristeza, mas não posso fixar-me nisso. Quer dizer, o que posso fazer agora? E há uma grande probabilidade de, se conhecer alguém neste momento da minha vida, essa pessoa já ter filhos. Portanto, imagino-me a ser madrasta.”

Anteriormente, Kylie já tinha detalhado o desejo de vir a ser mãe, tendo inclusive escrito o single “Flower”, sobre o seu instinto maternal não preenchido. Desejo esse que aumentou quando a sua irmã Dannii deu à luz Ethan, em janeiro de 2010.

Recentemente, Dannii Minogue confidenciou que não ter experienciado a maternidade é uma “grande tristeza” para a sua irmã mais velha.

“É uma profunda tristeza para Kylie, e até para mim. Faz-me realizar o quanto sou abençoada por ser mãe”, disse ao Sunday Telegraph. Para além disso, a vida amorosa da estrela também não tem sido fácil, como já foi referido. Depois de alguns relacionamentos falhados, em 2016, numa altura em que namorava com Joshua Sasse, a artista australiana comentou que “ninguém queria ser o sr. Minogue. É preciso um grande homem que se coloque nessa posição. O mundo que veem é diferente daquele em que vivo e muitos homens não conseguem lidar com isso. Quando olho para os olhos de Joshua, ele é tudo o que vejo e isso deixa-me muito feliz”, confidenciou a compositora na altura, mostrando-se ainda muito feliz com o casamento que se avizinhava.

Mais tarde, a cantora viria a descobrir infidelidades por parte do Joshua o que levou ao cancelamento do casamento. Depois da rutura, o seu ex-noivo iniciou de imediato uma relação com Harriet Colling e, qual não foi o espanto de todos, quando foi ele também abandonado dias antes de subir ao altar com Harriet. Segundo o jornal The Sun, a poucas horas da união, a noiva desistiu de subir ao altar.

Apesar de o ator ainda não ter prestado qualquer declaração sobre o ocorrido, uma fonte próxima afirma que Harriet Colling achava que Sasse a afastava da sua família. “Harriet deu-se conta de que não podia casar-se com Joshua. Ele não era a sua cara-metade. O casal começou a sair logo após o fim da relação de Joshua com Kylie, foi tudo muito precipitado”, afirmou a fonte.

Como se não bastasse, Kylie Minogue enfrentou ainda uma ação judicial contra Kylie Jenner por usar o nome ‘Kylie’ como marca comercial. A socialite tentou registar o nome para fins artísticos e comerciais, contudo, foi impedida por Kylie Minogue, que tem muitos mais anos de carreira do que a jovem de 20 anos. A justiça determinou que apenas Minogue poderá usar o nome Kylie para fins comerciais.

A cantora já defendeu que a atitude tomada nada teve a ver com algo pessoal contra o clã Kardashian/Jenner, afirmando nem os conhecer pessoalmente, contudo, as marcas com o mesmo nome causavam alguma confusão.

Recorde-se que Kylie Minogue lutou ainda contra um cancro da mama, diagnosticado em 2005.

“Agora são mais formalidades [exames de diagnóstico], não tenho de fazer com tanta regularidade. Quando cheguei à marca dos dez anos, desmanchei-me em lágrimas. É um longo processo… dei algumas informações, porque senti que as pessoas precisavam de saber, mas ninguém sabe a verdadeira história. É um processo muito lento e que afeta tudo”, disse a cantora numa entrevista ao Sunday Times, em 2016

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
Mercado
pub
Outros títulos desta secção