Internacional
Michael Jackson castrado pelo pai para manter voz aguda, revela o médico
Michael Jackson à entrada para o tribunal (arquivo)
Redação Lux em 16 de Julho de 2018 às 11:02

Nove anos depois da morte de Michael Jackson, continuam a surgir revelações sobre a vida do cantor.

Conrad Murray, o médico condenado pelo homicídio de Michael Jackson, revelou que o músico foi quimicamente castrado pelo pai - que morreu no dia 27 de junho - para preservar a sua voz aguda.

“A crueldade expressada por Michael sobre o que viveu nas mãos do pai, o mau tratamento de que foi alvo e o fato de ter sido castrado quimicamente para manter a sua voz aguda é algo indescritível”, afirmou Conrad Murray ao jornal The Blast.

 

O médico já tinha lançado um livro "This Is It! The Secret Lives of Dr. Conrad Murray and Michael Jackson" em que garantia que a estrela começou a tomar hormonas aos 12 anos, obrigado pelo pai. 

Recorde-se que Conrad Murray foi condenado e cumpriu dois anos de prisão por ter administrado uma dose letal de propofol a Michael Jackson.

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
Mercado
pub
Outros títulos desta secção