Internacional
Lula da Silva: “Provem uma corrupção minha que eu irei a pé para ser preso"
Lula da Silva Foto Reuters
Redação Lux  com Lusa em 16 de Setembro de 2016 às 09:06

O Ex-Presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva reafirmou hoje a sua inocência no processo criminal da Lava Jato e acusou os procuradores que o envolvem no processo de estarem a tentar afastá-lo da vida pública.

“Provem uma corrupção minha que eu irei a pé para ser preso", disse Lula da Silva, mostrando-se indignado com o facto de os procuradores do Ministério Público Federal (MPF) o acusarem de ser o líder dos desvios na Petrobras, além de ter recebido diretamente benefícios ilícitos para um apartamento de luxo na cidade do Guarujá.

Esta declaração “é de um cidadão indignado com as coisas que aconteceram e estão acontecendo neste país. Neste país, tem pouca gente com a vida mais pública mais fiscalizada que a minha [...] Eu sinceramente nunca pensei que passaria por isto, nunca tantas pessoas falaram tanto, me achincalharam tanto e divulgaram tantas inverdades conta mim", declarou Lula da Silva.

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
Mercado
pub
Outros títulos desta secção