Internacional
Presidente do grupo Nissan Renault, Carlos Ghosn, detido
Carlos Ghosn - Estreia do filme "The Last Face" - 69º Festival de Cinema de Cannes 20.05.16 Foto: Reuters
Redação Lux em 19 de Novembro de 2018 às 16:00

Carlos Ghosn, empresário franco-brasileiro de origem libanesa, Presidente do grupo Nissan Renault, foi detido por suspeitas de fraude fiscal e uso de dinheiro e recursos da empresa,  anunciou o líder da empresa automóvel, Hiroto Saikawa, em conferência de imprensa. 

A detenção do empresário de 64 anos veio no seguimento de uma denúncia que levou a empresa a iniciar uma investigação interna há vários meses por suspeita de “más práticas”.

De acordo com estimativas avançadas pela imprensa, o valor de rendimentos não declarados soma cerca de 44 milhões de dólares (cerca de 38,5 milhões de euros) desde 2011.

Hiroto Saikawa lamentou a situação envolvendo um dos seus principais executivos.

Sinto-me desiludido, indignado e magoado. E à medida que formos divulgando mais detalhes sobre o caso, estou certo de que as pessoas irão sentir o mesmo que eu”, confessou o presidente-executivo da Nissan.

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
Mercado
pub
Outros títulos desta secção