Internacional
Amber Heard revela que sofreu ameaças de mortes após denunciar Johnny Depp
Johnny Depp e Amber Heard (1) - Antestreia de «The Danish Girl» em Los Angeles 21.11.2015 Foto: Reuters
Redação Lux em 20 de Dezembro de 2018 às 15:58

Amber Heard e Johnny Depp separarm-se em 2017 envoltos num escândalo com ambas as partes a acusarem a outra de violência doméstica.

Recentemente, a atriz de 32 anos assinou um artigo no  The Washington Post, em que revela que  sofreu ameaças e momentos conturbados após denunciar o ex-marido.

“Escrevo isto como uma mulher que precisou de mudar de número do telefone semanalmente por estar a receber ameaças de morte. Durante meses, raramente saí do meu apartamento e, quando saí, fui perseguida por câmaras em drones e fotógrafos a pé, em motos e em carros”, afirma.

Amber evidencia ainda que sacrificou a sua carreira: 

“Há dois anos tornei-me uma figura pública representando as vítimas de abuso doméstico e senti a força plena da cultura de ódio contra mulheres que dizem a verdade. Amigos e conselheiros disseram-me que eu jamais voltaria a conseguir trabalho como atriz, que entraria numa lista negra. Eu perdi um papel num filme. Eu tinha um contrato de dois anos como embaixadora de uma marca e a empresa demitiu-me.”

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
Mercado
pub
Outros títulos desta secção