Internacional
Redação Lux em 25 de Janeiro de 2018 às 18:00
Elsa Pataky admite que a chegada do primeiro filho foi complicada para o casal
1/8 - Chris Hemsworth e Elsa Pataky - Antestreia de The Huntsman Winter's War em Los Angeles 11.04.16 Foto: Reuters
2/8 - Chris Hemsworth e Elsa Pataky Foto: DR
3/8 - Elsa Pataky Foto: DR
4/8 - Chris Hemsworth e Elsa Pataky - Estreia de «In the Heart of the Sea» em Nova Iorque 07.12. 2015 Foto: Reuters
5/8 - India e Elsa Pataky Foto: Instagram
6/8 - Elsa Pataky (Foto: Instagram)
7/8 - Chris Hemsworth e Elsa Pataky - Estreia de «Os Vingadores» em Londres Foto: EPA
8/8 - Elsa Pataky (Foto: Instagram)

Elsa Pataky revelou que a chegada do primeiro filho foi uma altura difícil para o casamento com Chris Hemsworth.

A atriz de 'Fast & Furious 6', de 41 anos, e o marido, de 34, deram as boas vindas à primeira filha, Índia, em maio de 2012, pouco mais de um ano depois de se terem casado e numa altura em que o ator começava a ganhar nome em Hollywood.

Elsa admite que a primeira filha chegou em "num momento complicado" porque ambos tinham "muita coisa nas suas vidas", mas evidenciou que Chris Hemworth, com quem tem já mais dois filhos de três anos de idade, Tristan e Sasha, coloca os seus e a família sempre "em primeiro lugar"e que o período difícil apenas os fortaleceu.

"Penso que quando se começa uma família sem se conhecer o outro assim há tanto tempo, pode ser complicado. Ele era muito novo para começar uma família e, ao mesmo tempo, estava a fazer malabarismos com a carreira e, às vezes, era difícil, havia muita coisa a acontecer. Mas ele sempre estava a tentar ser o melhor pai e nunca falhou em fazer-me sentir que a família era o mais importante e [passar por isso] foi assim que nos tornamos tão fortes juntos", declarou a atriz espanhola em entrevista à revista Elle Australia.

Elsa Pataky admitiu ainda que ter filhos mudou a forma como olha para a carreira e pensa que é "injusto"  que os homens nem sempre reconsiderem a sua posição na vida quando se tornam pais.

"É interessante como podemos ser mulheres bem sucedidas que trabalharam toda a vida, e então temos filhos e, de repente, a carreira não é tão importante e nem gostamos assim tanto dela. Apenas pensamos:" O que estou eu a fazer? Tenho lutado toda a minha vida por isso e agora não sei se realmente é isso que quero "

"É injusto de certa forma, porque penso que os homens não passam por isso. Mas quando nos tornamos mães, tudo o que era importante vai para segundo lugar. Mudamos muito, amadurecemos, vemos vida de maneira diferente e aprendemos tantos coisas."

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
Mercado
pub
Outros títulos desta secção