Internacional
Redação Lux em 29 de Setembro de 2016 às 11:05
Ativista iraquiana Yanar Mohammed recebe Prémio Rafto de direitos humanos
1/2 - Martin Paulsen anuncia Yanar Mohammed como vencedora do Prémio Rafto de direitos humanos Foto: Reuters
2/2 - Martin Paulsen anuncia Yanar Mohammed como vencedora do Prémio Rafto de direitos humanos Foto: Reuters

A ativista iraquiana Yanar Mohammed foi distinguida hoje com o Prémio Rafto de direitos humanos pelo trabalho em prol das mulheres e das minorias no seu país.

Na justificação da escolha, a Fundação Rafto destaca o facto de o trabalho da ativista, que fundou a organização Liberdade para as Mulheres, se desenrolar a três níveis: local, nacional e internacional.

Ou seja, ao mesmo tempo que “impulsiona o ensino sobre os direitos humanos com organizações locais no Iraque”, tem também construído, a nível nacional e internacional, “redes e alianças na luta contra a violência, o tráfico de pessoas e a escravatura sexual”.

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
Mercado
pub
Outros títulos desta secção