Internacional
Redação Lux em 30 de Agosto de 2018 às 18:32
'Sim, aceito' quatro mil vezes na Coreia do Sul
1/3 - Cerimónia de casamento em massa em Gapyeong-gun, na Coreia do Sul Foto: DR
2/3 - Cerimónia de casamento em massa em Gapyeong-gun, na Coreia do Sul Foto: DR
3/3 - Cerimónia de casamento em massa em Gapyeong-gun, na Coreia do Sul Foto: DR

Mais de quatro mil casais disseram o ‘sim’ em simultâneo, numa cerimónia em Gapyeong-gun, na Coreia do Sul.

Um casamento em massa organizado pela Igreja da Unificação da Coreia do Sul e presidido pela líder religiosa Hak Ja Han, que, segundo a referida igreja, serve para incentivar os seguidores a fazerem “famílias sagradas”.

Além dos casais presentes, oriundos de 64 países diferentes, outras 28 mil duplas de 190 países também se juntaram à cerimónia, através de uma transmissão ao vivo pela internet.

A Igreja da Unificação foi fundada em 1954, por Sun Myung Moon, que se proclamou a ele e à sua mulher messias.

Entre 1961 e 2012, ano em que morreu, supervisionou casamentos nos quais milhares de noivos casavam, por vezes, sem conhecer o parceiro. Havia casos em que muitos nem falavam a mesma língua. A viúva de Moon, Hak Ja Han, assumiu funções oficiais desde a morte do marido.

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
Mercado
pub
Outros títulos desta secção