Internacional
Bryan Singer novamente processado por agressão sexual
Bryan Singer - Antestreia de "X-Men Apocalypse", em Londres 09.05.2016 Foto: Reuters
Redação Lux  com AA em 10 de Dezembro de 2017 às 11:45

Bryan Singer, o diretor dos filmes da saga “X-Men”, foi processado devido a uma suposta agressão sexual contra um adolescente de 17 anos em 2003, de acordo com uma ação civil apresentada ao Tribunal Superior do condado de King, no Estado norte-americano de Washington.

Cesar Sanchez-Guzman disse que a suposta agressão aconteceu na área de Seattle, durante uma festa a bordo de um iate em que houve consumo de álcool.

Sanchez-Guzman alega que Singer era convidado da festa e que o levou para passear pelo barco e o agrediu sexualmente.

O diretor é acusado de agressão sexual e agressão física, inflição intencional de sofrimento emocional e exploração sexual de criança.

Andrew Brettler, porta-voz de Singer, disse que as alegações são falsas e que o caso fracassará como outro de que seu cliente foi acusado em 2014.

“Bryan nega categoricamente estas alegações e irá defender-se desta ação civil veementemente até ao fim”, disse Brettler em email enviado à Reuters.

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
Mercado
pub
Outros títulos desta secção