Internacional
Redação Lux  com CSS em 20 de Setembro de 2016 às 15:07
Jim Carrey defende-se das acusações relacionadas com a morte da ex-namorada
1/8 - Jim Carrey e Cathriona Blanc
2/8 - Jim Carrey nos Globos de Ouro 2016 Foto: Reuters
3/8 - Jim Carrey - 73ª gala dos Globos de Ouro Foto: Reuters
4/8 - Jim Carrey - Gala do 50º aniversário da LACMA Foto: Reuters
5/8 - Jim Carrey - Gala do 50º aniversário da LACMA Foto: Reuters
6/8 - Jim Carrey - 40º Aniversário do «Saturday Night Live» Foto: Reuters
7/8 - Jim Carrey - 40º Aniversário do «Saturday Night Live» Foto: Reuters
8/8 - Jim Carrey - 40º Aniversário do «Saturday Night Live» Foto: Reuters

 

Mark Burton, o marido da ex-namorada de Jim Carrey entrou com um processo contra o ator, acusando-o de fornecer ilegalmente a Cathriona White as drogas que resultaram na sua morte.

Entretanto, a estrela de "A Máscara" emitiu um comunicado a negar todas as acusações: "Que pena tão grande. Seria mais fácil reunir-me em segredo com o advogado deste homem para que esta história acabasse, mas há momentos na nossa vida em que temos de defender a nossa honra. Não premitirei que tentem extorquir-me dinheiro e explorar a memória da mulher que amei. Os problemas da Cat nasceram muito antes de nos conhecermos e, infelizmente, o seu fim trágico estava fora do controlo de todos. Espero que as pessoas a deixem de tentar aproveitar-se da situação e permitam que descanse em paz".

Recorde-se que a maquilhadora irlandesa Cathriona, de 30 anos, foi encontrada já sem vida no seu apartamento de Los Angeles, em setembro de 2015, naquilo que aparenta ter sido um suicídio.

Na altura da sua morte, a imprensa internacional noticiou que Jim Carrey e Cathriona tinham uma relação instável e que se tinham separado recentemente.

 

 

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
Mercado
pub
Outros títulos desta secção