Internacional
Redação Lux em 18 de Setembro de 2016 às 08:54
Italiana suicidou-se depois de vídeo íntimo ter corrido a Internet
Redação Lux em 18 de Setembro de 2016 às 08:54

Tiziana Cantone suicidou-se depois de ter sido perseguida e humilhada nas redes sociais durante cerca de um ano e meio, precisamente desde que um vídeo íntimo da jovem passou a circular na Internet.

Durante longos meses, Tiziana bateu-se nos tribunais pelo direito de ver removidas da Internet as imagens íntimas.

Conseguiu, mas a gota que fez transbordar o sangue foi vertida pela burocracia italiana: uma conta de 20 mil euros de custas judiciais acumuladas durante os meses de luta na Justiça para remover da Net os vídeos e processar os culpados da devassa e os piores entre os muitos que a insultaram e maltrataram, revela a imprensa italiana.

"Estás a filmar? Bravo" A frase, que alegadamente se ouve num dos seis vídeos de Tiziana que entraram no circuito pornográfico mundial, foi ridicularizada por muitos utilizadores da Net e reproduzida em t-shirts ou capas para telefone.

Quatro homens foram formalmente acusados por Tiziana. Dois irmãos de Reggio Emilia, identificados na imprensa italiana como Antonio e Enrico Iacuzio, um Brindisi, Cristiano Rollo, e um outro identificado como Antonio Villano.

A procuradoria de Nápoles abriu uma investigação por "indução de suicídio" em que procura apurar a responsabilidade destes quatro homens na morte de Tiziana.

Na denúncia revelada nos media italianos não aparece o nome do namorado, acusado pela mãe da jovem de divulgar os vídeos para pressionar Tiziana a ficar com ele.

 

Veja mais vídeos exclusivos em tvi24.pt

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
Mercado
pub
Outros títulos desta secção