Nacional
Cristina Castel-Branco condecorada com insígnias francesas
Cristina Castel-Branco
Redação em 25 de Julho de 2013 às 18:11
A arquiteta paisagista Cristina Castel-Branco recebe hoje às 18:30 as insígnias de Oficial da Ordem das Artes e Letras, de França, numa cerimónia na legação diplomática francesa em Lisboa, presidida pelo embaixador Pascal Teixeira da Silva.

A condecoração homenageia personalidades que se distinguem no mundo da produção artística e literária relacionando a sua obra com a cultura francesa, segundo comunicado do Instituto de Agronomia enviado à Lusa.

Cristina Castel-Branco é a primeira arquiteta paisagista a receber esta condecoração que já distinguiu, entre outros, as fadistas Amália Rodrigues e Mariza, os escritores Lídia Jorge, Dulce Maria Cardoso e António Lobo Antunes, o comendador Joe Berardo, o ensaísta Eduardo Lourenço, o editor Manuel Alberto Valente, o arquiteto Álvaro Siza Vieira, o jornalista Carlos Pinto Coelho e o encenador Joaquim Benite.

A arquiteta paisagistica é professora no Instituto Superior de Agronomia (ISA), em Lisboa, onde leciona desde 1989. Em 1994, com Francisco Castro Rego, fundou o Centro de Ecologia Aplicada Professor Baeta Neves, no ISA, onde coordena a área de investigação em Desenho Ecológico e Arquitetura Paisagista.

Em 1990, Cristina Castel-Branco recebeu o Premio Internazionale di Architettura Andrea Palladio, em 2005 e 2008 recebeu o Prémio Nacional de Arquitetura Paisagista, respetivamente pelo projeto da Quinta da Água Braia, em Fátima, e pelo projeto do Anfiteatro Colina de Camões, na Quinta das Lágrimas, em Coimbra.

A arquiteta dirigiu o restauro do Jardim Botânico da Ajuda, em lisboa, do qual foi diretora de 1997 a 2002, e foi assessora chefe de Arquitetura Paisagista, tendo sido responsável pelo Jardim Garcia de Orta no recinto da exposição internacional.

A distinguida é autora de vários livros sobre jardins históricos e arquitetura paisagista, e colaboradora assídua de revistas da especialidade na Europa e Estados Unidos.

Segundo o mesmo comunicado, a condecorada «desempenhou missões da UNESCO sobre património cultural em França, contribuindo assim para a sua preservação».

LUSA
Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
Mercado
pub
Outros títulos desta secção