Nacional
Redação Lux  com Inês Alves em 12 de Março de 2011 às 17:02
Lúcia Moniz lança disco com o apoio da mãe e de Catarina Furtado
«Como um fio de luz a acordar para a vida» poderia ser a frase que corretamente descreveria a noite de apresentação do novo álbum de Lúcia Moniz. Parte integrante da letra do tema «Fio de Luz», que dá título ao álbum e que foi escrito pelo padrasto e amigo da cantora, Samuel Quedas, reflete um grito de alerta e é veículo de esperança - tal como pretende ser o disco -, ao mesmo tempo que marca o regresso da cantora portuguesa aos palcos.

Foram quase sete anos dedicados exclusivamente à representação, mas para Lúcia Moniz «o bichinho» da música acabou por falar mais alto.

«Fui percebendo com a insistência das pessoas que me abordavam na rua que fazia sentido voltar, e comecei a sentir também saudades do palco¿»

A cantora escolheu partilhar o álbum com vários amigos e admiradores, a quem encomendou algumas letras, como foi o caso de Catarina Furtado.

«Entre nós existe uma amizade muito engraçada. Somos uma espécie de penfriends porque apenas nos contactamos por e-mail, mas eu sempre admirei muito a Catarina. Diria que de alguns encontros pontuais nasceu uma certa cumplicidade», explicou.

Escrever «Príncipe do Nada» foi, para a apresentadora, um prazer: «A Lúcia é uma doçura de pessoa, é alguém cujo low profile admiro muito. A música que lhe escrevi reflete o meu trabalho no terreno, nos vários países onde tenho estado. Ela gostou e eu fiquei feliz.»

Presente nesta noite de estreia esteve também a mãe da cantora, Maria do Amparo Pereira, que não poupou elogios à filha: «Estou sempre uma pilha de nervos, mas ela é minha filha, de modo que estou muito feliz e gosto sempre dela, independentemente da área profissional em que esteja envolvida.»

Sobre a presença da mãe, Lúcia revelou-se também radiante: «A presença física dela é sempre boa, porque sabemos que há um brilho nos olhos que, mesmo que não vejamos, existe, está presente.»

A estreia em televisão de «Fio de Luz» vai acontecer no próximo dia 7 de março, numa edição especial de «Príncipes do Nada», apresentado por Catarina Furtado no Convento do Beato.
Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
Mercado
pub
Outros títulos desta secção