Nacional
Redação Lux em 1 de Março de 2019 às 18:00
Filme realizado pelo português Bruno Gascon conquista os mercados internacionais 

"Carga”,  a primeira longa metragem do realizador Bruno Gascon e da produtora Caracol Studios, foi vendida para novos territórios: Alemanha, Áustria, Suíça, Índia, Japão e Polónia, anunciou hoje a sales house francesa Wide Management que detém os direitos de vendas mundiais do filme. 

Protagonizado pela atriz Michalina Olszanska, considerada uma das mais talentosas actrizes da sua geração na Polónia e figura de destaque da série original Netflix "1983", o filme conta com nomes consagrados portugueses como Vítor Norte, Rita Blanco, Miguel Borges, Ana Cristina Oliveira, Dmitry Bogomolov, Duarte Grilo e Sara Sampaio que fez nesta longa metragem a sua estreia no cinema português.

"É incrível continuar a receber boas notícias ligadas à "Carga" especialmente neste momento em que me encontro a preparar os meus novos projectos. É sem dúvida um incentivo para continuar a focar-me em temas que me digam tanto como o que abordei na minha primeira longa metragem", afirmou o realizador Bruno Gascon.

O filme português já havia sido vendido para mercados interessantes como os Estados Unidos da América, Canadá, Brasil, América Latina e China.

Depois de uma estreia bem sucedida em Portugal que colocou este drama sobre tráfico de seres humanos no top 5 dos filmes portugueses mais vistos do ano, "Carga” continua a conquistar os mercados internacionais.

"Carga" conta a história de Viktoriya, uma jovem russa apanhada numa rede de tráfico ilegal, que apenas tem uma hipótese: lutar para sobreviver; e de António, um velho camionista que se cruzará no caminho da jovem. 

Neste momento "Carga" encontra-se como candidato aos Prémios Platino na categoria de Cinema Educação e Valores, obteve duas nomeações da Academia Portuguesa de Cinema para os prémios Sophia e venceu o Prémio Sophia de Melhor Cartaz Português. Será ainda apresentado no Festival Internacional de Cinema Policial de Lièges e em outros festivais que serão brevemente anunciados.

Em Portugal, o filme pode ser visto nos cineclubes e também nos videoclubes da Meo e Vodafone.

 

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
pub
Outros títulos desta secção