Nacional
Estado chega a acordo com Christie's para ficar com a coleção Miró
se - Casa de Serralves inaugura exposição das obras de Miró 30.09.16 Foto: Álvaro C. Pereira/Lux
Redação Lux  com Lusa em 6 de Março de 2017 às 16:50

O Ministério das Finanças anunciou hoje que as empresas Parvalorem e Parups chegaram a acordo com a leiloeira Christie's para revogar o contrato de venda em leilão da coleção de 85 obras do pintor Joan Miró.

De acordo com um comunicado divulgado pelo Ministério das Finanças, a revogação do contrato, que determinava a venda da coleção num leilão internacional, "não dá lugar ao pagamento de quaisquer indemnizações".

As sociedades de capitais públicos Parvalorem e Parups foram criadas em 2010 pelo Estado para gerir os ativos e recuperar os créditos do ex-Banco Português de Negócios, nacionalizado em 2008, e que detinha a chamada Coleção Miró.

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
Mercado
pub
Outros títulos desta secção