Nacional
Redação Lux em 14 de Maio de 2018 às 16:00
Bárbara Guimarães fala dos novos desafios e da alegria dos filhos
1/4 - Bárbara Guimarães em evento da Associação Dinamização da Baixa Pombalina para assinalar o Dia da Mãe Foto: João Cabral/Lux 
2/4 - Bárbara Guimarães em evento da Associação Dinamização da Baixa Pombalina para assinalar o Dia da Mãe Foto: João Cabral/Lux 
3/4 - Bárbara Guimarães em evento da Associação Dinamização da Baixa Pombalina para assinalar o Dia da Mãe Foto: João Cabral/Lux 
4/4 - Bárbara Guimarães em evento da Associação Dinamização da Baixa Pombalina para assinalar o Dia da Mãe Foto: João Cabral/Lux 

Aos 45 anos, Bárbara Guimarães, que agora apresenta “E Agora o Que é Que Eu Faço?”, na SIC Mulher, assume estar a viver uma fase boa da sua vida, pessoal e profissional. “Gosto de desafios diferentes, aprendo e divirto-me muito. Sinto-me bem com os anos que tenho e vou fazendo. Até agora tenho-me sentido bem. Acho que estamos todos um pouco mais alerta sobre o que comemos, o desporto que fazemos... no entanto, sinto-me bem na minha pele, faço por me sentir bem, mas também tem dias”, confessou, divertida. 

A propósito do Dia da Mãe, assinalado na semana passada, Bárbara, queé mãe 
de Dinis, de 14, e Carlota, de 7, contou à Lux como se vê como mãe:

“Tento incutir-lhes os princípios e os valores que a minha mãe me transmitiu. Mas vamos sempre aprendendo com o tempo, porque as fases dos filhos também vão sendo diferentes. Lembro-me perfeitamente da minha mãe me dar uma ordem e eu questionar, ela responder ‘porque sim’ e aquilo ser muito irritante. Hoje, já me vi nessa situação”, ri-se.

“Quando somos mães conseguimos dar ainda mais valor à nossa mãe. Sou muito protetora, mas descontraída, no sentido de deixar que aprendam com os seus próprios erros, que tenham o seu próprio espaço, a sua liberdade, respeito a personalidade que se vai formando e que seja ela própria, mas sempre em sentinela. Gosto muito de ver os meus filhos crescer e vê-los a passar por todas as fases. Não é uma tarefa fácil, é um compromisso para a vida, que nos faz estar sempre presentes e preocupados também. Mas desfruto imenso da vida com eles nessas diferentes fases e etapas”, admite, orgulhosa.

 

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
Mercado
pub
Outros títulos desta secção