Nacional
Redação Lux em 17 de Abril de 2018 às 20:17
Fotos: Casa cheia na apresentação do DVD de 'A Sombra dos Abutres' de Leonel Vieira

“Os (20) anos passam, mas o filme “A Sombra dos Abutres” fica, graças também ao DVD na Coleção da Academia”, disse o presidente da Academia Portuguesa de Cinema, Paulo Trancoso, perante o público que encheu a FNAC dos Armazéns do Chiado para o lançamento da versão renovada em DVD do filme que marcou a estreia de Leonel Vieira no mundo da realização.

O realizador, que se fez acompanhar de alguns dos atores e elementos da produção do filme, agradeceu os elogios e referiu que “dizem que apesar de ter sido o primeiro, que é o meu melhor filme... eu diria que é dos melhores". A prova disso foi o público fiel que se reuniu para ver o relançamento da obra, desta vez em DVD.

A Sombra dos Abutres retrata a repressão política nacional durante a década de 60 através da história de Daniel (Vítor Norte), um mineiro que se torna o rosto da greve do seu grupo de trabalho numa mina de Trás-os-Montes. A Guarda Nacional Republicana começa por reprimir a greve mas é a PIDE que torna Daniel, que apenas lutava por melhores condições de vida, o protagonista do movimento, suspeitando de que ele está a ser manipulado por forças políticas contrárias ao regime.

O filme junta-se agora a “A Mulher do Próximo” de José Fonseca e Costa, “Domingo à Tarde”, de António Macedo e “Manhã Submersa” de Lauro António, os três títulos que a Academia Portuguesa de Cinema já lançou na “Coleção Academia”.

 

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
Mercado
pub
Outros títulos desta secção