Nacional
Mãe de Rui Pedro escreve carta aberta: 'Se me acontecer qualquer coisa, continuem a lutar'
Filomena Teixeira
Redação Lux em 17 de Julho de 2017 às 08:20

Filomena Teixeira escreveu uma carta aberta onde abre o coração para falar no desespero e na dor que sente desde que o filho desapareceu, há 19 anos, em Lousada.

A mãe de Rui Pedro pede que o filho seja lembrado até a verdade ser descoberta: 'Se me acontecer qualquer coisa, continuem a lutar'.

Rui Pedro tinha 11 anos quando desapareceu a 4 de março de 1998 em Lousada.

Afonso Dias, o homem condenado a três anos de prisão pelo rapto de Rui Pedro foi libertado no dia 29 de março deste ano do Estabelecimento Prisional de Guimarães, passando ao regime de liberdade condicional.

Afonso Dias tinha cumprir três anos de prisão pelo rapto de Rui Pedro.

Afonso Dias entregou-se na cadeia de Guimarães na manhã do dia 18 de março de 2015.

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
Mercado
pub
Outros títulos desta secção