Nacional
Redação Lux em 18 de Outubro de 2018 às 17:22
Nelma Fonseca, jogadora de andebol, morreu vítima de cancro raro
1/2 - Nelma Fonseca, jogadora de andebol, morreu vítima de cancro raro Foto: DR
2/2 - Nelma Fonseca, jogadora de andebol, morreu vítima de cancro raro Foto: DR

Nelma Fonseca, uma jovem jogadora de andebol do clube Gil Eanes, de Lagos, no Algarve, morreu esta quarta-feira, 17 de outubro, vítima de um cancro raro.

Nas redes sociais, foi criada uma página "Um miminho para a Nelma", a informar que "A nossa guerreira partiu" e muitas pessoas deixam as suas sentidas mensagens de apoio à família.

A Escola de Formação de Andebol Gil Eanes também partilhou uma fotografia de Nelma evidenciando a dor da perda: "Um momento muito duro para todos".

Em abril, criou-se um grupo para arranjar donativos para Nelma enfrentar o carcinoma raro e procurar de soluções.

"Está a ser acompanhada no IPO de Lisboa, já foi a uma clínica em Espanha mas as soluções apresentadas são diferentes das que dão no IPO. O próximo passo é uma ida a Londres, procurar uma terceira opinião. A Nelma precisa de ajuda financeira para continuar a procurar o melhor e mais eficaz tratamento. Toda a ajuda é preciosa e apelamos a toda a comunidade andebolística que, mais uma vez, demonstre a sua solidariedade".

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
Mercado
pub
Outros títulos desta secção