Nacional
Rei Ghob condenado a 17 anos de prisão
Francisco Leitão, conhecido como rei Ghob Foto: Lusa
Redação Lux em 19 de Setembro de 2017 às 14:50

Francisco Leitão, o "Rei Ghob", foi sentenciado a 17 anos de prisão, esta segunda-feira (18.09.17) pelo tribunal de Loures.

Francisco Leitão, que  cumpre uma pena de 25 anos no Estabelecimento Prisional de Vale de Judeus, Alcoentre, respondia por 542 crimes de violação de menores, ocorridos entre 2009 e 2010.

Segundo a acusação, Francisco Leitão, sucateiro de profissão, convivia com vários jovens, na altura com idades entre os 14 e os 17 anos. Pagava-lhes jantares, bebidas, telemóveis. Convencia os adolescentes de que  tinha poderes sobrenaturais e obrigava-os  aterem relações sexuais a que chamava"injeções de energia" para os livrar do perigo de vida que eles e e a s suas famílias corriam.

Francisco Leitão foi julgado por 542 crimes de violação, seis de pornografia de menores e ainda um crime de ameaça agravada, ofensa à integridade física qualificada e devassa da vida privada.

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
Mercado
pub
Outros títulos desta secção