Nacional
Redação Lux em 20 de Fevereiro de 2018 às 20:03
João Rôlo perde os pais em dois dias
1/2 - João Rôlo com os pais, Maria Cândida e José Moreira Foto: Lux
2/2 - João Rôlo com os pais, Maria Cândida e José Moreira Foto: Lux

Em apenas dois dias, João Rôlo perdeu a mãe e o pai. Maria Cândida sofreu uma insuficiência respiratória e morreu no dia 7 de fevereiro. Com uma relação muito cúmplice com a mãe, que lhe transmitiu a paixão pela costura, João Rôlo reuniu forças e apoiou-se nos dois irmãos mais velhos para suportar a dor de perder a pessoa mais importante da sua vida.

Depois do funeral, na sexta-feira, dia 9, o costureiro refugiou-se no seu atelier, no centro de Lisboa, para manter a cabeça distraída. Inconsolável com a morte da companheira de mais de 60 anos de vida em comum, o pai de João Rôlo, José Moreira, regressou a casa, onde estava acompanhado por profissionais de enfermagem. Algumas horas depois, o costureiro recebeu uma mensagem da irmã, Fátima Rôlo, a avisar que o pai se tinha sentido mal e que o INEM tinha sido chamado. Uma insuficiência cardiorrespiratória acabou por ser fatal para o pai de João Rôlo.

A morte inesperada de José Moreira, cuja doença renal estava controlada, foi recebida com choque pelos filhos, netos e todos os familiares mais chegados.

“Nem tenho palavras para dizer o que sinto... após o funeral da minha querida mãe, o meu pai também quis regressar a casa com ela e partiu... mais uma estrela no céu”, escreveu a irmã do estilista, Fátima Rôlo, nas redes sociais, dando a conhecer a tragédia que se tinha abatido sobre a família.

“Muito emocionado e em choque”, foi desta forma que uma amiga do costureiro descreveu o estado emocional de João Rôlo, que, em apenas cinco dias, enterrou os dois progenitores.

 

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
Mercado
pub
Outros títulos desta secção