Nacional
Tony Carreira aceita proposta de acordo em tribunal que visa ajudar vítimas dos incêndios
Tony Carreira - BTL 2017 Foto: Salvador Esteves/Lux
Redação Lux em 27 de Novembro de 2017 às 17:10

Tony Carreira foi ouvido hoje por uma juíza do Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa no âmbito do processo em que é acusado pelo Ministério Público de plagiar 11 músicas.

À saída, o cantor falou aos jornalistas evidenciando que o acordo proposto foi pagar um valor de cerca de 20 mil euros para ajudar as vítimas dos incêndios e que só falta a concordância do sr. Nuno Rodrigues da editora que apresentou a queixa.

De resto, Tony Carreira salientou que fazia parte dos objetivos ajudar as populações de Pampilhosa da Sera e de Pedrogão Grande e, que por si, o caso fica assim resolvido.

Recorde-se que Tony Carreira pediu a nulidade da acusação de plágio do Ministério Público mas manteve-se disponível para chegar a um acordo com a condição de que este não envolvesse qualquer pagamento à editora CNM (Companhia Nacional de Música) que apresentou a queixa.

A Lusa consultou o  requerimento de abertura de instrução no Departamento de Investigação e Acção Penal de Lisboa. Segundo a agência, nele a defesa sustentava que a acusação "carecia de fundamento", e sugeria que o processo fosse arquivado. 

Tony Carreira mantinha-se disponível a considerar a proposta de suspensão provisória do processo, contanto a mesma não envolva o pagamento de qualquer quantia à CNM [Companhia Nacional de Música].

Esta proposta apresentada pela procuradora do MP sugeria o pagamento de 15.000 euros a uma instituição social e 30.000 euros à CNM, acordo com o qual a editora concordou mas que Tony Carreira rejeita em absoluto uma vez que a editora em questão "não representa nem tem relação com nenhum dos autores ou entidades sobre os quais incidem as acusações que faz".

"Tony Carreira manifestou-se disponível para pagar a quantia global à instituição social, por não reconhecer à CNM, como autora, artista, produtora, organismo de difusão ou titular de instrumento de representação de qualquer uma destas entidades, em relação à totalidade das obras consideradas nos autos", frisa o requerimento da defesa.

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
Mercado
pub
Outros títulos desta secção