Nacional
Redação Lux em 6 de Fevereiro de 2020 às 08:00
LUX PERSONALIDADES FEMININAS 2019 - As mulheres que marcaram 2019

Encerradas as votações, ficámos a conhecer as mulheres que marcaram 2019. Os leitores da Lux e os visitantes do site Lux.pt votaram e elegeram as personalidades femininas cujo talento e trabalho mais se distinguiram em 14 áreas profissionais, ao longo do ano passado.

As vencedoras, eleitas entre as 42 nomeadas, são agora reveladas, cumprindo aquela que já é uma tradição da Lux.

Na Música, Mariza, que “competia” com Maria João Pires e Mayra Andrade, conquistou o 1º lugar. O último disco da cantora, de 46 anos, “Mariza”, valeu-lhe vários prémios, entre eles o de Melhor Álbum Europeu, atribuído pela revista britânica Songlines, com o qual fez uma das maiores digressões da sua carreira.

No Cinema, Daniela Melchior, a quem  2019 trouxe a oportunidade de fazer parte do elenco do filme norte-americano “The Suicide Squad”, de James Gunn, confirmou a popularidade que lhe valeu o prémio no ano passado. Desta vez, a atriz de 23 anos deixou para trás Isabel Ruth e Sandra Faleiro.

No Teatro, aplausos para outra jovem artista: Bárbara Branco, que me 2019 subiu ao palco do Teatro Trindade com “Romeu e Julieta” e com a personagem “Lulu”, de Frank Wedekind. Gabriela Barros e Maria do Céu Guerra eram as outras nomeadas.

Na categoria Televisão (Ficção), Maria João Abreu destacou-se como a vendedora de fruta que virou milionária, em “Golpe de Sorte”.Para trás, ficaram Margarida Vila-Nova e Maria João Pinho.

Em matéria de Entretenimento, Filomena Cautela é novamente dona do carinho dos leitores da Lux que lhe deram-lhe vantagem sobre Maria Cerqueira Gomes e Cristina Ferreira.

O prémio personalidade feminina em Televisão (Informação) coube à jornalista Alexandra Borges, que enfrentava duas ‘adversárias’ de peso: Clara de Sousa e Sandra Felgueiras. No primeiro mês de 2019, a jornalista passou a ter um espaço integrado na informação da TVI, no qual divulgou reportagens de investigação, a sua especialidade, e assinou a rubrica Livro de Reclamações.

A celebrar 40 anos de carreira literária, Alice Vieira confirmou que é um dos nomes mais fortes da literatura infanto-juvenil. Aos 76 anos, a autora de “Rosa, Minha Irmã Rosa”, de 1979, que escreveu mais de 80 títulos nas últimas quatro décadas arrecada o troféu na área da Literatura onde foi nomeada ao lado de Djaimilia Pereira de Almeida e Dulce Maria Cardoso.

Na categoria Artes Plásticas, o prémio vai Carolina Piteira que liderou as votações à frente das veteranas Graça Morais e Paula Rego. No ano de 2019, a artista, que tem consolidado o seu talento desde que entrou no Fine Arts da University of East London, expôs na Bienal de Veneza, em Londres e trouxe “Dear India” a Lisboa. 

Na área de Moda, Sara Sampaio domina as passerelles e dominou a votação vencendo mais uma vez o troféu que este ano disputou com Eduarda Abbondanza e  Maria Miguel. 

Chegados ao Desporto, sobe ao pódio Elisabete Jacinto, a piloto portuguesa que fez história ao tornar-se na primeira mulher a ganhar a África Eco Race 2019, uma longa maratona, ao volante de um camião. Aos 55 anos, ela que é um dos nomes maiores do todo-o-terreno em Portugal,  venceu a corrida contra a a jogadora de ténis de mesa Fu Yu e a marchadora portuguesa Inês Henriques. 

Francisca Van Dunem foi a vencedora na Política. A ministra da Justiça, conhecida a sua capacidade de diálogo e consenso, manteve-se na dianteira nesta votação onde venceu Elisa Ferreira, a primeira comissária europeia mulher portuguesa e a Procuradora-Geral da República, Lucília Gago.

Ao lado de Paula Amorim e Cláudia Azevedo, nomes de respeito ligados aos negócios de grandes grupos nacionais, Rita Nabeiro, neta do comendador Rui Nabeiro que assume, desde 2012, o cargo de diretora-geral da Adega Mayor, o projeto que alberga os vinhos produzidos em Campo Maior, no Alentejo, sagrou-se vencedora na categoria Negócios.

Na categoria Rádio, a “luta” entre Joana Azevedo, Joana Cruz e Joana Marques foi renhida mas os fãs votaram em massa para eleger a portuense Joana Azevedo, que brilha e faz brilhar os dias dos ouvintes no programa “Já Se Faz Tarde” e no podcast Cada Um Sabe de Si, com Diogo Beja, na Rádio Comercial.

Na área Digital,  a vitória foi, talvez sem surpresa, para Rita Pereira desde sempre muito acarinhada pelos leitores da Lux e que no ano 2019 foi considerada pela revista Forbes como a maior “influenciadora digital” em Portugal com carreira exclusivamente no nosso país. Com 1,3 milhões de seguidores no Instagram e e 1,4 milhões no Facebook, a atriz estende a sua popularidade nos canais digitais onde teve mais “clicks” que a “Bumba na Fofinha” da humorista Mariana Cabral (vencedora no ano passado) ou a youtuber portuguesa Catarina Lowndes conhecida como “Sea3PO” idolatradapelos mais novos.

LUX PERSONALIDADES FEMININAS 2019 -  As mulheres que marcaram 2019

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
pub
Outros títulos desta secção