Nacional
Vanessa Barros Cruz em 21 de Setembro de 2016 às 16:02
Fotos: Corrida Lux enche Campo Pequeno em noite de grandes emoções

O Campo Pequeno, em Lisboa, estava a abarrotar de aficionados das touradas. Estavam ansiosos por verem os três cavaleiros que compunham o cartel da Grande Corrida Lux. João Moura foi o primeiro a pisar a arena e arrancou muitos aplausos do público.

“Este ano foi uma época muito boa para o João. Antes, pensava que ele já podia estar cansado, mas agora vejo que ainda tem muita energia. Eu gosto que ele arrisque, e tenho-lhe dito isso, e este ano ele tem arriscado mais”, partilhou Filipa Telles de Carvalho, a mulher do toureiro de Monforte.

“Achei que foi uma boa corrida, tanto a nível de público, como a nível de cartel”, continuou. 

No segundo touro, o público assobiou, perante a ausência de música a acompanhar a lide. Mas já o cavaleiro tinha  “surpreendido”, como salientou Nuno Graciano. “Quando vem o Pablo Hermoso, já sabemos que é difícil brilhar. Mas tanto o Moura pai como o filho surpreenderam bastante”, elogiou o apresentador, que foi há alguns meses afastado das manhãs da CMTV, mas que diz ter novidades televisivas para anunciar em breve.

Na bancada, Nuno Graciano conseguiu perceber o “peso” que João Moura Jr. tem às costas por ser filho de um cavaleiro tão influente.

Os dois toureiros confessaram à Lux, semanas antes, que gostavam de ganhar a corrida. Mas o apresentador acha que se trata de uma picardia inofensiva entre eles.

“Como quero sempre que os meus filhos brilhem mais do que eu, tenho a certeza de que o João Moura está a torcer pelo filho”.

Nos bastidores via-se o companheirismo entre as estrelas da noite. Uma ligação que se estende para lá do momento da corrida. Isto porque, dois dias depois da Grande Corrida Lux, um acidente envolveu o camião de João Moura Jr., que seguia em Espanha para a Feira de Pedro Romero, em Ronda. Como consequência desse acidentemorreram dois cavalos, um 
deles que o cavaleiro usou para brilhar no Campo Pequeno, e o motorista – um funcionário que trabalha com a família há muitos anos – ficou gravemente ferido.

“E o Pablo, ao saber do acidente, disponibilizou-se logo e foi ajudar a recolher os outros cavalos”, partilhou Filipa Telles de Carvalho, explicando que o enteado ficou muito “triste”. 

Todos os toureiros têm uma ligação especial com os seus cavalos, que podem ditar o sucesso da sua participação numa corrida. “Foi uma belíssima noite. O Pablo Hermoso esteve fantástico, com uns cavalos incríveis”, salientou Fernando Espírito 
Santo. O empresário costumava ir, em pequeno, às corridas com o seu pai, pelo que esta noite acabou por lhe trazer “as melhores memórias”. 

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
Mercado
pub
Outros títulos desta secção