Nacional
Hospital veterinário responde a Maria João Bastos
Maria João Bastos e Amélie Foto: Facebook
Redação Lux  com AA em 13 de Abril de 2016 às 10:55

Depois de Maria João Bastos ter usado as redes sociais para partilhar a sua dor pela perda da cadela Amelie e dar conta da sua intenção de ir "até às últimas consequências", o Hospital Veterinário Vasco da Gama emitiu um comunicado em que refuta as acusações da atriz.

“O Hospital Veterinário Vasco da Gama lamenta a morte da Amelie e confirma que foi realizada uma destartarização com extração dentária ao referido animal, procedimento este que decorreu sem incidentes, tendo o animal recebido alta clínica no próprio dia em condições consideradas normais.

Confirmamos que o mesmo animal deu entrada mais de 12 horas após a alta já em paragem cardiorrespiratória.

Neste momento não nos é possível apurar a causa da morte, ou se esta terá tido ou não relação com o referido procedimento.

Estamos a realizar um inquérito interno cuja conclusão preliminar é que não terá havido nada no procedimento que fizesse prever ou justifique o falecimento do animal. Esperamos que o relatório da necropsia possa esclarecer definitivamente a causa da morte.

Neste momento presenciamos por parte de algumas redes sociais e meios de comunicação um comportamento acusatório prematuro que consideramos difamatório da instituição e seus colaboradores e que poderá ser alvo das diligências necessárias ao esclarecimento e reposição da honra e bom nome do Hospital e seus colaboradores”, pode ler-se no comunicado.

Recorde-se que a cadela de Maria João Bastos foi intervencionada naquele hospital antes de morrer, no passado dia 3 de abril.

 

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
Mercado
pub
Outros títulos desta secção