Nacional
Redação Lux em 11 de Dezembro de 2015 às 12:33
Marcelo Rebelo de Sousa visita a Feira Novo Futuro – Rastrillo e prepara o Natal em família
Como acontece de há doze anos para cá, a Feira de Solidariedade Novo Futuro – Rastrillo junta no mesmo espaço dezenas de voluntários da Associação Novo Futuro e muitos amigos que ali adquirem os presentes de  Natal.

Marcelo Rebelo de Sousa não esteve na abertura da feira, na qual compareceram a infanta  Pilar, tia do rei de Espanha, e a primeira-dama, Maria Cavaco Silva, mas fez questão de lá passar no final do dia. Apesar de ser um dos candidatos às eleições presidenciais, o professor continua a manter os seus hábitos e a descontração que sempre o caracterizou.

Quando chegou ao Centro de Congressos de Lisboa, onde se encontrou com a namorada, a advogada Rita Amaral Cabral, começou a fazer as suas compras: “Compro sempre! Compro turcos, alguns vinhos e livros, e, de quando em vez, compro para os meus filhos, os meus netos...”, disse, acrescentando que não sabe ainda se nesta quadra vai poder gozar a companhia dos netos, que vivem no Brasil. Quanto aos presentes que prefere receber, diz: “Adoro  receber livros, e de vez em quando uma peça de roupa ou um vinho. Se pudesse escolher, escolhia livros...”

Sabendo disso, a sua namorada costuma fazer-lhe a vontade: “Dou-lhe livros especiais. Ele não é muito difícil!” Ao lado de Marcelo Rebelo de Sousa há mais de trinta anos, apesar de nunca terem oficializado a relação, a advogada garante que nada mudará caso o professor venha a ser eleito Presidente da República: “Vou ter exatamente a mesma vida que tenho agora. As mudanças serão relativas.” Já Marcelo aplica à situação o seu conhecido 
sentido de humor:

“Nada na Constituição obriga a haver uma primeira-dama. Não é obrigatório. Há várias condições, como  ser português de origem e ter 35 anos de idade. Já as cumpri. Há pouco tempo, mas cumpri! [risos]” E continua: “Não vivendo em Belém, porque continuarei na minha casa, separarei muito bem a família das funções. Por regra, cargo é cargo, família é família. Não havendo primeira-dama, exercerei o cargo como acontece em muitas democracias.” 
Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
Mercado
pub
Outros títulos desta secção