Nacional
Redação Lux  com Cátia Soares em 6 de Outubro de 2016 às 10:52
Mi Romano: "Dou mais importância à alimentação do que ao exercício"
1/2 - Mi e Tó Romano - Festa Rentrée Clube VII 24.09.2016 Foto: Ricardo Santos
2/2 - Mi e Tó Romano - Festa Rentrée Clube VII 24.09.2016 Foto: Ricardo Santos

 

Todas as fotos da Festa Rentrée Clube VII

Acompanhada pelo marido, Tó Romano, Mi Romano marcou presença na festa de aniversário do Clube VII, onde esteve à conversa com a Lux sobre os seus cuidados com o corpo.

Qual é a sua relação com o desporto?

A ligação ao desporto tem de ser uma tomada de decisão, tem de ser uma prática de vida e há fases na vida em que uma pessoa não está tão disciplinada. Às vezes, sinto isso em mim, mas retomo sempre.

O que é que mais a motiva a praticar exercício?

Motiva saber que faz bem ao corpo e à mente, porque está tudo muito ligado. Quando uma pessoa começa a sentir os efeitos do exercício e a perceber a transformação no seu corpo começa a fazer exercício com mais gosto. Acho que o exercício não deve ser pensado a longo prazo, pelo menos comigo não resulta pensar em objetivos a longo prazo. Devemos pensar que a seguir a cada horinha de exercício já é benéfico.

É disciplinada?

Sou muito disciplinada e já nem me apercebo de que sou.

Que dicas de motivação daria às leitoras da Lux?

Temos de tomar conta do nosso corpo e tomar consciência de que somos o fruto da nossa alimentação. No meu caso, acho que até dou mais importância à alimentação do que ao exercício e há coisas que já faço sem me aperceber. Tenho prazer só nas coisas que me fazem bem. Só o facto de saber que aquele alimento não faz bem já não é atrativo e acho que as pessoas devem fazer este raciocínio para começarem a comer só aquilo que fazem bem e largarem aquilo fazem mal. Se associarmos um alimento que nós adoramos a algo que nos faz mal, aos poucos, inconscientemente, aprendemos a deixar de o querer comer. Por exemplo, um dia li sobre os benefícios do salmão, então era só comprar salmão até que fiquei viciada em salmão e pensei: bem, eu posso fazer isto com os outros alimentos. Hoje tenho uma alimentação ótima, sem esforço nenhum. Olho para uma mesa e penso: o que é daqui me vai fazer bem? E é isso que me apetece.

 

 

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
Mercado
pub
Outros títulos desta secção