Nacional
Nair Coelho em 4 de Setembro de 2016 às 17:56
Patrícia Mamona fotografada para a Lux

 

Tem cara de quem não parte um prato mas a verdade é que, quando sentiu que o desporto era a sua paixão, não pensou duas vezes e fugiu várias vezes de casa para ir treinar.

Os pais, que queriam que ela se dedicasse aos estudos, tiveram de se render à ambição da filha que, com apenas 13 anos, bateu o recorde nacional de triplo salto.

Ainda assim, Patrícia Mamona não deixou de lado as responsabilidades académicas e tem feito um percurso invejável: entrou em Medicina, aos 18 anos, mas acabou por aceitar uma bolsa para fazer um Pre-Med (curso de preparação para a licenciatura em Medicina), nos EUA, onde viveu cinco anos. Voltou e, atualmente, está prestes a começar o terceiro ano de Engenharia Biomédica. Ao mesmo tempo, a atleta do Sporting, que está nas dez melhores do mundo no triplo salto, tem feito tudo para ser a melhor e concretizar os seus sonhos.

Sagrou-se campeã da Europa no último campeonato de atletismo, em Amesterdão, em julho último, e nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro não subiu ao pódio mas conseguiu o seu melhor salto de sempre com 14,65 m.

Sempre com um sorriso e a humildade dos verdadeiros guerreiros, Patrícia Mamona viveu intensamente a experiência, do outro lado do Atlântico, e voltou pronta para novas conquistas.

Veja as fotos!

 

 

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
Mercado
pub
Outros títulos desta secção