Nacional
Redação Lux em 11 de Julho de 2017 às 23:00
Paulo Pires fala das cenas ousadas com Joana Ribeiro: 'fomos dois colegas de trabalho e ponto final'
1/2 - Paulo Pires e Astrid Werdnig na apresentação da série da RTP “Madre Paula” Foto: Artur Lourenço/Lux
2/2 - Paulo Pires e Astrid Werdnig na apresentação da série da RTP “Madre Paula” Foto: Artur Lourenço/Lux

Prestes a dar vida ao rei D. João V, na série da RTP “Madre Paula”, Paulo Pires confessa que representar o rei mais namoradeiro de Portugal não foi difícil.

“Senti-me bem, no sentido em que é uma personagem muito interessante e rica”, disse.

O ator, de 50 anos, contracena com Joana Ribeiro, de 25, e ambos protagonizam cenas quentes e de nudez. “Confesso que na altura em que me disseram que a Joana (Ribeiro) era uma das atrizes em que estavam a pensar para protagonista achei muito nova, mas quando fizemos a primeira cena, ainda no casting, fiquei absolutamente convencido de que não havia outra Madre Paula, era aquela”, contou.

Em relação à diferença de idades, Paulo Pires não mostrou qualquer constrangimento:

“Não estamos a falar de uma rapariga de 15 anos, fomos dois colegas de trabalho e ponto final.”

Sob o olhar atento da mulher, Astrid Werdnig, Paulo assistiu ao primeiro episódio de “Madre Paula”.

Sobre as cenas quentes, Astrid não revela grandes preocupações: “Não sei como vai ser, mas já estou habituada, ele já faz este trabalho há muito tempo. Claro que ver estas cenas nunca é agradável, mas por outro lado esqueço-me mesmo que é o Paulo e vejo a personagem. Até agora nunca foi difícil ver certas cenas, mas sei que estas vão ser mais fortes.”

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
Mercado
pub
Outros títulos desta secção