Nacional
Sofia Ribeiro esclarece polémica do videoclipe de C4 Pedro: "não sou um boneco, nem um pedaço de carne!"
CROP Sofia Ribeiro (1) - Apresentação do programa 'Let's Dance - Vamos Dançar' 07.02.17 Foto: João Cabral/Lux
Redação Lux  com AA em 19 de Fevereiro de 2017 às 17:01

Sofia Ribeiro esclareceu a polémica em que se viu envolvida recentemente a propósito da falta de profissionalismo na recusa dos vestidos que tinha de usar em videoclipe do cantor C4 Pedfro, que terão atrasado as gravações.

A atriz que aceitou o novo desafio prontamente viu serem publicadas notícias que davam conta de algum mau ambiente durante as gravações, que terão durado 12 horas.

A atriz resolveu esclarecer a polémica e usou a sua página no Facebook: "Cheguei ao local onde o trabalho ia acontecer ainda antes das 18h e o responsável do guarda-roupa e as suas assistentes não tinham chegado com a roupa. [...] Ficámos a aguardar a sua chegada para poder avançar com a maquilhagem e escolha do vestido, que num caso normal teria sido feita num dia anterior ao trabalho mas, ao que parece, não foi possível ao responsável de guarda-roupa e foi aberta uma exceção com base na confiança e boa vontade. Experimentei todos os vestidos e com muita pena minha foram ‘recusados’, sim. Por mim e pela minha agente. Não sei se foram 10 ou 11 mas voltaria a recusar porque não sou um boneco, nem um pedaço de carne! E nem eu nem ninguém pode aceitar ser tratada como tal. Tenho a certeza que a ‘jornalista’, sim porque ela esteve no local e era uma mulher, faria o mesmo se fosse com ela mas isso não importa nada, não é?".

Contudo, o que terá indignado a atriz foi o facto de as notícias terem sido publicadas sugerindo que Sofia Ribeiro se recusou a responder às questões da jornalista: "Porque eu comentei sim! Só que se escrevessem o que eu disse na altura, já não fazia sentido fazerem esta chamada de capa e lá se perdiam mais uns quantos tostões. ‘Recusei’ os vestidos, uns porque mesmo que quisesse muito não me serviam. Com muita pena minha e por razões óbvias ainda não recuperei o meu peso normal, mas porque também não eram o meu número nem o número de alguém minimamente saudável. Outros foram ‘recusados’ porque não iria vestir vestidos que mais valia estar despida tal a transparência dos mesmos! E não que eu não goste de transparências, que gosto, e quem me conhece sabe que sim! Só que não era o que foi defendido pela produção, em conjunto com as minhas agentes e comigo para este trabalho".

No final, Sofia Ribeiro deixou ainda uma mensagem clara: "Fiz o que me foi pedido e com o mesmo empenho e dedicação de sempre. Podia ter ido embora mas não fui, mesmo tendo trabalho no dia seguinte logo cedo e o dia todo. Se isto é ser vedeta ou ter ataques de vedeta como querem fazer parecer, se isto é ser má profissional, então serei vedeta e terei ataques todos os dias, de consciência tranquila até ao fim da minha vida. Porque não posso aceitar que tentem tapar a falta de competência e de sensibilidade de uns, com a boa vontade e disponibilidade de outros".

 

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
Mercado
pub
Outros títulos desta secção