Nacional
Evelise Moutinho em 12 de Janeiro de 2017 às 14:00
Sofia Ribeiro: 'Primeiro saúde, depois saúde, saúde, e então o resto'

Sofia Ribeiro teve, apenas por algumas horas, um emprego muito especial. A atriz trabalhou como vendedora da Huawei, uma conhecida marca de telemóveis, na loja do Centro Comercial Colombo, com um objetivo muito concreto: angariar €1500 a favor da UNICEF. 

Antes de pôr à prova o seu talento como vendedora, Sofia Ribeiro esteve à conversa com a Lux e fez um balanço do último ano, marcado pela luta contra um cancro de mama.

“Estou bem, estou viva”, começou por dizer com um sorriso. 

“A possibilidade de finitude faz-nos repensar uma série de coisas. O que mudou em mim foi a minha vontade de viver. Na minha vida não me tinha confrontado muitas vezes com a morte, mas acho que, no meu caso, o medo de morrer deu-me vida e foi isso que me deu vontade de fazer coisas, concretizar sonhos, ser feliz. Não há tempo para perder com disparates nem com coisas que não interessam. O importante é que só temos esta vida, ela passa a correr e é nela que temos de tentar ser felizes o mais possível. E é isso que estou a tentar fazer”, garantiu. Para 2017, ao contrário do que seria de imaginar não tem muitos pedidos. Apenas um: “Nos outros anos, à semelhança de todos nós, os desejos seriam amor, dinheiro, sucesso, trabalho, e depois eventualmente saúde. Agora, a ordem dos desejos inverteu-se. Primeiro saúde, depois saúde, saúde, saúde e então o resto. Não adianta ter mais nada se não tivermos saúde”, defende.

Uns dias mais tarde, já depois de ter garantido a importante ajuda para a UNICEF, Sofia Ribeiro voltou a usar as redes sociais, como aliás o fez ao longo de toda a doença, para partilhar uma foto de um momento muito especial para si. O regresso ao local onde há um ano, rodeada de amigos, decidiu cortar o longo cabelo e enfrentar a quimioterapia.

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
Mercado
pub
Outros títulos desta secção