Nacional
Cifrão ganha mais um prémio internacional!
Vídeo “There’s no Age for Dancing” da Online Dance Company de Cifrão, com os bailarinos Michel de Roubaix e Francisco Tiago, acaba de conquistar o primeiro lugar nos Audience Awards
Redação Lux em 21 de Novembro de 2017 às 18:00

O vídeo “There’s no Age for Dancing” da Online Dance Company de Cifrão, com os bailarinos Michel de Roubaix e Francisco Tiago, acaba de conquistar o primeiro lugar nos Audience Awards, um dos maiores concursos internacionais da área.

O vídeo referente ao mês de Março da Online Dance Company powered by Millennium bcp foi selecionado por um painel de jurados constituído por personalidades do mundo da dança e cinema que inccluia Chelsea Zeffiro, bailarina americana de dança contemporânea, o bailarino e músico africano Fara Tolno, que já trabalhou com artistas como Joe Cocker e Youssou N’Dour, Bosco Dance, coreógrafo de artistas como Pink, Missy Elliot, Chris Brown, entre outros.

“There’s no age for dancing”, realizado por Ricardo Reis, conta com a participação daquele que é considerado o “Pai do Sapateado” em Portugal, Michel de Roubaix, ao lado de uma das maiores promessas do ballet nacional, premiado internacionalmente, Francisco Tiago.

Em apenas alguns minutos, Michel move-se nos seus 69 anos com a leveza dos 20, enquanto Francisco enche o palco com uma confiança surpreendente aos apenas 13 anos.

Juntos, destronam padrões e preconceitos num aplauso prolongado por uma admiração mútua, sublinhando o maior dos ensinamentos: para a dança não há idade. 

São já 6 os prémios internacionais que a Online Dance Company powered by Millennium bcp, companhia dirigida por Cifrão, que conta com 16 vídeos de dança lançados desde Maio de 2016 e mais de 3 milhões de visualizações nas redes sociais.

A Online Dance Company powered by Millennium bcp  "apresenta espectáculos de dança, que não estão presos a um espaço físico, mas sim de livre acesso a todo o mundo, através da internet. É a nova forma de levar a arte a todos, sem custos, barreiras e de forma visionária e apresentar o que de melhor se faz na dança nacional".

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
Mercado
pub
Outros títulos desta secção