Notícias
Novartis doa 135 mil euros para equipamento de proteção para profissionais de saúde
tech4covid19
Redação Lux em 7 de Abril de 2020 às 12:00

A Novartis Portugal juntou-se ao Movimento tech4COVID  com um donativo de 135 mil euros para comprar material de proteção individual para profissionais de saúde, nomeadamente 100 mil máscaras FPP2, colaborando assim para suprir as necessidades do sistema nacional de saúde e garantindo a proteção de quem está na linha da frente no combate à COVID-19.

O movimento trabalha de perto com as unidades de saúde, de quem recebe uma lista dos materiais necessários e articula, através dos donativos que lhe são concedidos por empresas e através de crowdfunding, a aquisição dos mesmos procedendo depois à sua distribuição onde são mais necessários, através das Administrações Regionais de Saúde.

“A Novartis partilha da mesma missão deste Movimento e também dos valores das empresas e empreendedores que dele fazem parte, a criatividade, a inovação e a agilidade. Também nós, de forma institucional e individual, sentimos um apelo urgente de poder contribuir. São muitos os pedidos de profissionais de saúde que têm chegado às nossas equipas e encontrámos no tech4COVID uma oportunidade de podermos dar uma resposta rápida, de uma forma organizada e em alinhamento com as autoridades de saúde”, afirma Cristina Campos, Presidente do Grupo Novartis, Portugal.

A Novartis anunciou um vasto conjunto de medidas para apoiar a resposta global à pandemia COVID-19 onde se inclui o Novartis COVID-19 Response Fund que disponibiliza 20 milhões de dólares em apoios a iniciativas de saúde pública, destinadas a ajudar as comunidades a enfrentar os desafios colocados pela pandemia. Este apoio ao Movimento tech4COVID resulta de uma candidatura da Novartis Portugal a este fundo, aprovada em menos de 48 horas. A Novartis continua a estudar outras formas de colaboração para apoiar as instituições da saúde, os seus profissionais e os doentes em Portugal na luta contra a COVID-19.

O Movimento tech4COVID nasceu de uma conversa informal entre fundadores de startups tecnológicas portuguesas para se transformar numa equipa de mais de 4.700 pessoas das mais variadas áreas de atividade, com um objetivo comum: unir o talento português no desenvolvimento de soluções tecnológicas que ajudem a população a ultrapassar o desafio da COVID-19. Caracterizam-se como um movimento H2H – Human to Human. Saiba mais em: https://tech4covid19.org/

 

 

 

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
pub
Outros títulos desta secção