PUB
PUB
Nacional
Redação Lux em 16 de Dezembro de 2020 às 14:00
Sara Barros Leitão é a vencedora da 1ª edição do Prémio Revelação Ageas Teatro Nacional D. Maria II
1/2 - Sara Barros Leitão Foto: Filipe Ferreira
2/2 - Sara Barros Leitão Foto: Filipe Ferreira

A atriz Sara Barros Leitão é a vencedora da 1ª edição do Prémio Revelação Ageas Teatro Nacional D. Maria II, um galardão de caráter anual que pretende reconhecer e promover os talentos emergentes no panorama teatral.

“Obrigada à Ageas, ao Teatro Nacional D. Maria II e, em especial, a todos os artistas e trabalhadores que constituíram o júri deste Prémio e que me escolheram para o receber. 2019 foi um ano que me trouxe desafios, mas também o ano em que senti que mais cresci. Agradeço também por isso, a todas as pessoas que foram conversando comigo sobre teatro, vendo espetáculos, exposições e discutindo política e políticas culturais. Acho que sou todas essas conversas”, referiu Sara Barros Leitão. “Este Prémio será totalmente investido num projeto a desenvolver durante o ano de 2021, através da minha estrutura de criação – Cassandra -, chamado Heroides, Clube do Livro Feminista.”, acrescentou.

Eleita por um júri composto por quinze profissionais representativos de diversas áreas associadas ao meio artístico e cultural português, Sara Barros Leitão recebeu este Prémio hoje, numa cerimónia que decorreu na Sala Garrett do Teatro Nacional D. Maria II e que contou com a presença da Ministra da Cultura, Graça Fonseca, de representantes do Teatro Nacional D. Maria II e do Grupo Ageas Portugal - entidades responsáveis pela atribuição do Prémio, e de vários elementos do júri.

Sara Barros Leitão nasceu no Porto em 1990 e tem desenvolvido um percurso em teatro, cinema e televisão, trabalhando como atriz, criadora, encenadora, assistente de encenação e dramaturga. Ao longo do seu percurso teatral, tem vindo a colaborar com companhias e teatros como o Teatro Experimental do Porto, o Teatro Municipal do Porto - Rivoli, o Teatro Nacional D. Maria II, o Teatro Nacional São João ou o Teatro do Vestido. Assume-se ainda como feminista e ativista por todas as desigualdades ou injustiças.

Segundo Carlos Avilez, Presidente do júri, “A grande qualidade artística de Sara Barros Leitão e a coerência em todas as suas atitudes, fazem dela a vencedora da 1ª edição do Prémio Revelação Ageas Teatro Nacional D. Maria II e são motivo de orgulho para todos nós. Sara Barros Leitão é uma artista que já provou e continuará a provar tudo aquilo que dela se espera. Parabéns, Sara.”

O Prémio Revelação Ageas Teatro Nacional D. Maria II tem um valor pecuniário de 5.000€ e é atribuído anualmente a um profissional de teatro, que tenha até 30 anos de idade, e cujo trabalho artístico se tenha destacado no ano anterior à atribuição do Prémio.

O júri do Prémio Revelação Ageas Teatro Nacional D. Maria II 2020 foi constituído por Albano Jerónimo, Álvaro Correia, Beatriz Batarda, Carlos Avilez, Catarina Barros, Cristina Carvalhal, Inês Barahona, John Romão, José António Tenente, Marta Carreiras, Mónica Garnel, Nuno Cardoso, Rui Horta, Rui Pina Coelho e Tónan Quito.

O Prémio Revelação Ageas Teatro Nacional D. Maria II resulta de uma parceria entre o Teatro Nacional D. Maria II e o Grupo Ageas Portugal, e pretende ser um incentivo ao desenvolvimento do trabalho artístico no âmbito teatral.

 

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

PUB
pub
PUB
Outros títulos desta secção