PUB
PUB
Internacional
Meghan Markle diz que mudança de nome na certidão do filho foi orientada pelo Palácio
No 1º aniversário de Archie, Meghan lê uma história ao filho com fins solidários
Redação Lux em 2 de Fevereiro de 2021 às 12:00

Surgiu uma nova polémica envolvendo o nome de Meghan Markle, neste caso, retirando o seu nome da ceridão de nascimento do filho Archie.

O The Sun tornou públicas as duas versões existentes da certidão de Archie, que nasceu a 6 de maio de 2019 e foi registrado somente no dia 17 do mesmo mês. Uma primeira contempla o nome de Rachel Meghan Markl e numa segunda, alterada, o nome é omitido e apenas consta,"Sua Altezaeal, duquesa de Sussex". Na segunda versão, o nome de Harry também é alvo de mudança, com a palavra "Príncipe" adicionada a "Henry Charles Albert David".

Segundo Meghan, esta mudança do seu nome na certidão de nascimento do filho com o príncipe Harry, Archie Harrison, foi uma determinação do Palácio de Buckingham.

Os assessores pessoais da mulher do Príncipe Harry enviaram um comunicado oficial ao jornal inglês Daily Mail lamentando as especulações em torno da alteração no documento explicando que a mudança imposta  por oficiais da monarquia britânica.

“A mudança no nome no documento público de 2019 foi ditada pelo Palácio. Esta não foi uma determinação de Meghan, duquesa de Sussex, ou do duque de Sussex. Ver esse carnaval de ditos ‘especialistas’ alegando ser uma ‘provocação’ e sugerindo que ela não gostaria de ter o nome na certidão de nascimento seria motivo de riso caso não fosse ofensivo”.

O jornal britânico The Sun apresenta, no entanto, um depoimento de uma fonte que trabalha para a monarquia britânica que explicou que a ação de alteração do nome na certidão partiu da ex-equipa do casal no Palácio de Kensington, não contando com nenhum suporte de funcionários da Rainha Isabel II.

 

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

PUB
pub
PUB
Outros títulos desta secção