Internacional
Ministro da Saúde da Nova Zelândia demite-se após desrespeitar confinamento
Jacinda Ardern
Redação Lux em 2 de Julho de 2020 às 15:21

O ministro da Saúde da Nova Zelândia, David Clark, pediu demissão após receber amplas críticas por desrespeitar o confinamento imposto no país, pela Covid-19, no mês de abril.

Apesar da gestão bem-sucedida no combate a pandemia, o ministro da Saúdeeve sua saída confirmada esta quinta-feira, 2 de julho, pela primeira-ministra, Jacinda Ardern.

“Infelizmente, foi uma distração para a nossa resposta (ao vírus) e é algo que não podia ser sustentado”, disse Ardern..

Clark dmitiu ter violado o confinamento duas vezes e já tinha colocado o lugar à disposição há três meses, depois de reconhecer publicamente que tinha feito um passeio numa praia, em família, a 20 quilómetros de sua casa, no dia 7 de abril, altura do mais alto nível de alerta do país.

O ministro, que também admitiu ter andado de bicicleta e é ainda acusado de mudar de casa durante as semanas de alerta máximo.

Em comunicado, David Clark disse ser o momento certo para sua saída, já que o país está “em num estádio estável, sem indícios de transmissão comunitária do vírus”.

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
pub
Outros títulos desta secção