PUB
PUB
Internacional
11 anos depois de ter assassinado a namorada, Oscar Pistorius libertado da prisão
Oscar Pistorius Foto: Reuters
Redação Lux em 5 de Janeiro de 2024 às 10:28

Oscar Pistorius foi libertado da prisão. 

O  ex-atleta olímpico e paralímpico, condenado pelo assassinato de sua namorada, Reeva Steenkamp, em 2013, foi escoltado do Centro Correcional de Atteridgeville e levado para sua nova casa na propriedade do seu tio Arnold Pistorius, nos arredores de Pretória.

Foi-lhe concedida a libertação antecipada da prisão no dia 24 de novembro de 2023, depois de uma revisão do conselho de liberdade condicional ter determinado que o "Blade Runner" (corredor lâmina - alcunha que lhe foi atribuída por não ter as duas pernas e usar próteses finas feitas de fibra de carbono), de 37 anos, estava apto para a reintegração social tendo definido a data da sua libertação para 5 de janeiro deste ano.

Pistorius, o primeiro atleta olímpico e paralímpico da história a competir de maneira simultânea e em igualdade de possibilidades com atletas não deficientes em nível mundial e olimpico, foi condenado a cinco anos de prisão em outubro de 2014.  Depois de um primeiro recurso da acusação, a pena foi aumentada para seis anos em 2016. No dia 24 de novembro de 2017 a justiça sul-africana acatou recurso da promotoria, aumentando a pena para 13 anos e 5 meses.

Na madrugada de 14 de fevereiro de 2013, Pistorius foi detido por suspeita de matar a sua namorada, a modelo sul africana Reeva Steenkamp, de 29 anos, com quatro tiros. O atleta alegou que disparou, através da porta fechada da casa de banho, julgando tratar-se de um assaltante .

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

PUB
pub
PUB
Outros títulos desta secção