PUB
PUB
Internacional
Em pleno exílio, rei Juan Carlos assombrado por caso antigo
Rei Juan Carlos de Espanha abdica a favor do filho Foto: Reuters
Redação Lux em 5 de Outubro de 2020 às 12:39

Aos 82 anos, a vida extra-matrimonial de Juan Carlos é foco de tensão na coroa espanhola. Depois da polémica entrevista de Corinna Larsen, amante de longa data do rei, à Paris Match, um caso antigo, mais obscuro, regressa à luz.

Ao debater as infidelidades de Juan Carlos, a escritora Lucía Etxebarría mencionou o suposto caso de amor com Sandra Mozarowsky, uma jovem atriz revelação que morreu, grávida de cinco meses, aos 18 anos, após uma “inexplicável” queda de uma varanda.

A assinalar-se o 43º aniversário da sua trágica morte, a 14 de setembro de 1977, o tema invadiu também as redes sociais.

A autora relembrou a obra de Clara Usón, a escritora que mais investigou este caso em “O Assassino Tímido” e Andrew Morton, o biógrafo oficial de Lady Di, que em “Ladies de Espanha” também evocou Sandra Mozarowsky como uma mulher que se relacionou com o rei Juan Carlos “nos círculos de Madrid”.

A televisão espanhola Telecinco entrevistou o jornalista e escritor Javier Bleda, autor de “Sua Majestade Sandra Mozarowsky. A rainha do cinema espanhol” um livro que fala dos acontecimentos de 1977 e que mancha a reputação do rei emérito, sugerindo que a queda da jovem, pode não ter sido ocasional.

 

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

PUB
pub
PUB
Outros títulos desta secção