Internacional
Johnny Depp acusou Amber Heard de agressão física
Johnny Depp e Amber Heard (1) - Antestreia de «The Danish Girl» em Los Angeles 21.11.2015 Foto: Reuters
Redação Lux em 7 de Agosto de 2018 às 11:18

Dois anos depois da separação de Johnny Depp e Amber Heard após a atriz ter feito acusações de violência doméstica ao Pirata das Caraíbas, vieram à luz documentos que mostram que Depp devolveu as acusações à mulher.

O ator, de 55 anos acusou também na altura Amber Heard, de lhe ter dado “dois socos na cara” por ter chegado tarde à sua festa de aniversário em abril de 2016.

Os documentos, referidos pela imprensa internacional, atestam que Depp contrapôs as acusações de que estaria embriagado ou drogado devolvendo à atriz, de 32 anos, acusações de violência e agressão.

Johnny Depp e Amber Heard conheceram-se em 2011 durante as filmagens de The Rum Diary, em 2011. Casaram-se em fevereiro de 2015 e separaram-se em maio de 2016 perante acusações de violência doméstica por parte do ator que foi impedido, pelo tribunal, de se aproximar da atriz. 

A ex-mulher do ator, Vanessa Paradis, com quem Depp foi casado 14 anos e teve uma filha, Lily-Rose, saiu na altura em defesa do ator; bem como a sua ex-companheira, Winona Ryder. O ator acabou por ser inocentado pois não se consituíram evidências das agressões. 

Em abril de 2018, Amber Heard doou 7 milhões de dólares que recebeu do divórcio ao Hospital Pediátrico de Los Angeles.

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
pub
Outros títulos desta secção