Internacional
Juan Carlos de Espanha investigado por corrupção e fraude fiscal
Rei Juan Carlos - Rei Juan Carlos no Dia das Forças Armadas REUTERS
Redação Lux em 9 de Junho de 2020 às 16:59

Juan Carlos de Espanha, de 82 anos, está a ser investigado pela justiça espanhola por corrupção internacional, branqueamento de capitais e fraude fiscal.

O Supremo Tribunal espanhol abriu uma investigação sobre supostas comissões ilegais recebidas pelo rei emérito na construção de um comboio de alta velocidade entre Medina e Meca, na Arábia Saudita, pelo qual o rei emérito terá recebido dinheiro com o negócio milionário.

A investigação começou na Suíça com uma suposta comissão de 100 milhões de euros que Juan Carlos terá recebido do rei da Arábia Saudita.

A data de transferência de fundos, de 2012, é da altura quando Juan Carlos ainda era o chefe de Estado, o que travou a investigação espanhola devido à imunidade legal pelo estatuto de rei.

A procuradoria centra a atual investigação nos acontecimentos depois de junho de 2014, data em que o rei emérito perdeu a imunidade legal ao abdicar a favor do seu filho, o rei Felipe VI. Assim, a transferência dos 100 milhões de euros não pode ser alvo de investigações devido à imunidade do rei, mas as movimentações de dinheiro, posteriores a 2014, podem ser investigadas.

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
pub
Outros títulos desta secção