PUB
PUB
Internacional
Gal Costa: Justiça nega pedido de exumação do corpo e pede que polícia investigue possível crime na morte
GAL COSTA 2019 @MarcosHermes
Redação Lux em 10 de Abril de 2024 às 17:42

A Justiça de São Paulo negou o pedido de exumação do corpo de Gal Costa, que morreu aos 77 anos em novembro de 2022 e pediu que o processo seja encaminhado à polícia para apuração dos fatos narrados pelo filho, Gabriel, e investigação de possível crime cometido por Wilma Petrillo, viúva da artista.

"fora dos prazos estabelecidos [...], a exumação de corpos poderá ser autorizada, previamente, pela autoridade sanitária estadual nos casos de interesse público comprovado, bem como nos de pedido de autoridade judicial ou policial para instruir inquéritos", explicou o Tribunal.

Recorde-se que foi o filho da cantora, Gabriel Costa, de 18 anos, quem pediu autorização para que o corpo da mãe fosse exumado e passasse por necrópsia, uma vez que contesta a informação do atestado de óbito e queria nova  perícia judicial para determinar a causa da morte da cantora.

O atestado de óbito atesta que Gal Costa sofreu um infarto agudo no miocárdio e sofria de uma neoplasia maligna  de cabeça e pescoço, mas o advogado de Gabriel afirma que Gal sofreu "morte natural por causa desconhecida", e não infarto agudo do miocárdio.

Gabriel pedia também que os restos mortais da cantora fossem transferidos de São Paulo para o Rio, para que Gal seja enterrada ao lado da  sua mãe num jazigo perpétuo que a cantora teria comprado para que que fosse enterrada junto à mãe, no Cemitério São João Batista, na Zona Sul da cidade. A decisão de enterrar Gal em São Paulo foi de Wilma Petrillo e Gabriel reclama não ter podido interferir por ser na altura menor de idade.

A defesa do filho de Gal contesta que Wilma Petrillo tenha sido par romântico da cantora durante os 20 anos que esta reclama, reconhecendo-a apenas como empresária e madrinha de Gabriel.

A cantora estava casada com Petrillo desde 1998, e era também era empresária da artista, e sócia de Gal em duas empresas.

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

PUB
pub
PUB
Outros títulos desta secção