PUB
PUB
Internacional
Halle Berry conseguiu perdoar 'pai abusivo' com ajuda de um curandeiro
Halle Berry - MET Gala - Rei Kawakubo/Comme des Garcons: Art of the In-Between 01.05.17 Foto: Reuters
Redação Lux em 13 de Dezembro de 2021 às 15:03

Halle Berry abriu o coração e falou sobre ciclos de abuso na sua família. No podcast Fresh Air da NPR, a atriz de 55 anos falou sobre o pai Jerome, que morreu em 2003. “Houve muitos abusos na minha infância. Cresci com um pai alcoólatra muito abusivo, tanto verbal quanto emocionalmente e fisicamente”.

O pai de Halle Berry abandonou a mãe dela, Judith, quando a atriz tinha apenas três anos. A atriz revelou que foi com a  ajuda de um curandeiro, que conseguiu perdoar o pai.

“Quando ele morreu eu tive o prazer de falar com um curandeiro espiritual, alguém que me fez passar pelo exercício espiritual de curar os meus traumas com o meu pai. Vi que ele era como era principalmente pela ausência de amor e referência quando era criança. Ele não veio ao mundo como um homem abusivo e alcoólatra sem nenhum controle. Ele se tornou isso por causa do que não teve, pelas coisas que não recebeu e pelo que vivenciou. Passei a vê-lo como o menino inocente criado por um pai alcoólatra e uma mãe abalada. Indo uma geração anterior, eles viveram a escravidão, a minha tataravó viu as filhas tiradas dela e isso causa muito trauma. Eu segui pesquisando e vi que é tudo trauma geracional. O meu pai estava apenas tentando sobreviver (...) “Quando o vejo dessa forma, sinto muito amor e empatia por ele. Me sinto triste pela vida que ele viveu. Concluí que ele encontrou no álcool uma forma de se anestesiar da vida e de suas falhas. Quando encaro dessa forma sinto muito amor por ele”, analisou a atriz.

Após a estreia de “Ferida”, a sua estreia como realizadora, na Netflix, a atriz acaba de assinar uma parceria com o serviço de streaming para ser estrela e produzir vários filmes da Netflix.

 

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

PUB
pub
PUB
Outros títulos desta secção